Fofurinhas

O outro post ficou tão grandão que não deu pra eu postar o vídeo do Biel que eu achei o mais fofo de todos até agora haha!

Vê se não é fofo esse menino? Pessoal todo do twitter já viu, mas como tem gente falando que a Laís pode ficar traumatizada (oi? manda a fralda?) resolvi postar aqui também o vídeo pra ela ver mais tarde o quando amada e queria ela já é!

E também vou fazer a página especial de preparativos para a chegada da Laís, mas tem que ter as fotos das coisas primeiro… ou seja, não tendo as coisas não tem foto haha!

BjoS!!!

Sim, eu estou grávida, de novo!

Não posso deixar de registrar aqui o que tem acontecido de mais importante na minha vida, não é mesmo?

Pois bem, estava eu lá tentando desmamar o Gabriel, diminuindo mamadas e tal… esquecendo uma pílula ou outra… e adivinhem!?

Opa! Bebezinho na área!

Vai ser fértil assim n sei onde né?

Mas o mais engraçado foi quando fiz o teste de farmácia (depois de 2 filhos eu ainda era “virgem” em teste de farmácia).

Daniel lá escutando algumas musicas do Tim Maia, fiz o xixi, botei o trequinho no potinho e saí correndo do banheiro. Fui lá fingir que estava conversando quando na verdade tava é morrendo de medo de dar um positivo. Não que eu não quisesse estar grávida, é que o nosso combinado era desmamar o Biel, continuar com a pílula até dezembro e aí sim esperar vir um baby. Aí fui dar uma espiada… tava lá formando 2 listrinhas e eu não quis acreditar e sumi pro quarto de volta… deu o tempo certo, peguei a tirinha e mostrei pro marido:

– É acho que tô grávida…

– Então parabéns…

Ao fundo tava tocando:

E bem, vou confessar que estava querendo outro baby pra logo, não queria esperar tanto como esperei do Mateus para o Gabriel, mas não imaginava que seria pra tão “logo” assim.

Com 13 semanas fizemos a translucencia nucal com um médico daqui que dizem ser O cara que nunca erra o sexo do bebê a partir das 11 semanas. Nós lá na ecografia, se fosse menino Filipe, menina Laís, e o médico pergunta:

– E aí mãe, o que você quer? Filipe ou Laís?

– Doutor, eu acho que é menino (como coisa que a gente pode querer escolher o sexo do bebê rs).

– Bom, aqui está os pezinhos, a coluna, o estômago, o coração, a cabecinha… e blablabla whiskas sachê (juro que n entendi mais nada do que ele falou) da LAÍS!

Eu só sabia perguntar se era sério mesmo, se ele tinha certeza, e o Daniel só sabia perguntar se “aquilo” não ia virar um pinto depois.

Ele falou que não, que era menina, que era pra se acostumar com a ideia (fácil né? Quando você pensa que só consegue fazer machos haha) que tinha o sinal do hamburguer e ele tinha certeza.

Essa é a Laís, pra quem não entende de ecografia (99% da população) é o perfilzinho da cabecinha dela tá?

Saí da salinha sem nem saber por onde tinha entrado, fui pra sala de espera e contei pra todo mundo, ok um casal, que era menina e que eu estava surpresa, antes de entrar no carro Amorzo me abraçou e eu só sabia chorar, porque eu realmente não esperava que fosse menina, um menino agora seria bem mais fácil confesso. Foi o choro mais estranho da minha vida.

[Edição extraordinária para explicar para algumas pessoas não dotadas de sensibilidade na hora de interpretar um texto]

Explicando o meu choro. Filho é um presente, a gente nunca sabe o que está dentro do pacote. Se todo ano você recebe um carrinho, você espera que nesse ano seja outro carrinho. Aí vem uma boneca! E puxa! Você ganhou um presente diferente! Tão lindo e especial como os carrinhos, mas é diferente!

E no meu caso foi como se fosse meu aniversário. Dos outros anos não tive festa surpresa, mas desse foi uma surpresa e tanto! E quando você ganha uma festa surpresa, você chora de emoção, de alegria e de olha só! SURPRESA!

Eu espero que depois dessa explicação fique claro que eu NUNCA rejeitei e jamais vou rejeitar meus filhos, muito menos por causa de sexo (isso eles já sofrem por uma parte da família, é só ir uns posts atrás pra entender…).

[/Edição extraordinária para explicar para algumas pessoas não dotadas de sensibilidade na hora de interpretar um texto]

Agora eu vou em lojas de roupinhas e cacarecos pra bebê e olho bem tímida pra parte das meninas (que aliás é bem maior que a dos meninos fica aqui minha indignação), porque sinceramente eu não sei ser mãe de menina, to perdida!

Lógico que estamos felizes, até porque, se a menina queria vir, que viesse agora, porque a fábrica ia fechar de qualquer maneira :).

Fora tudo isso, Biel anda meio dodói, não sei o que ele tem, segunda vou marcar pediatra, porque os do PS não resolvem nada, mandam pra casa pra tomar Buscopan. Mateus esta passando por uma fase punk na escola, mas como tudo passa, isso também vai passar.

BjoS!!!

%d blogueiros gostam disto: