Fisioterapia do Biel (fêmur)

Eu fiquei de postar sobre como foi a recuperação depois da retirada do gesso. E peço desculpas por não ter feito isso antes :).

É que nos últimos dias de fisioterapia eu descobri que estava grávida e aí fui postergando o post, postergando…

Enfim, chega né gente, já fazem aí 3 anos que ele passou por isso e tá mais do que na hora de falar sobre o “pós-gesso”.

Durante o uso do gesso eu notei que nos primeiros dias, pelo cansaço da dor, por perceber que não poderia caminhar, brincar ele ficou muito deprimido. Mas logo ele foi dando um jeito de fazer as coisas que ele gostava.

Dançava com as mãos, aprendeu a falar muitas palavras, brincava com os carrinhos na barra do gesso… se virava no berço pra dormir! Quando eu via estava com uma das pernas pra cima!!!

E chegou o dia mais que esperado que foi a retirada do gesso. Ele se assustou bastante com a máquina que cortava porque fazia muito barulho e ele pensava que iam cortar a perna dele :(.

E aí que começa mesmo a recuperação. Coisas que notamos que podem acontecer também com outras crianças mas que é normal:

  • A pele dele estava cheia de bolinhas, de casquinhas. Demorou mais de um mês pra sair tudo.
  • Ele não sabia mais sentar, engatinhar, andar. Acho que ficou feliz porque não tinha gesso, mas estava muito inseguro. Ele tinha muito medo que fosse doer quando mexesse. 
  • A perna que quebrou estava visivelmente um pouco mais curta que a perna “inteira”. Isso é normal, a perna que quebra vai crescer mais que a outra. Hoje com 4 anos, quase 5, a gente nem nota mais a diferença.
  • A perna quebrada também vai parecer mais fina, magra. Isso depois volta ao normal.

    gesso

    Primeiro banho, primeira fisio, sentando pela primeira vez, ficando em pé no sofá, engatinhando, ficando em pé com apoio e finalmente em pé sozinho!

Ele fez um mês de fisioterapia 3 vezes por semana. A Fisioterapeuta tinha muuuuita paciência. por muitas vezes ele só queria brincar e não fazer o que ela pedia, porque mexia na perna dele e ele tinha medo que doesse. Não doía, mas ele tinha muito medo. Ela usava muito a curiosidade dele para alcançar as coisas, a vontade de andar na esteira pra que ele fizesse os exercícios sem perceber.

Na primeira semana na última sessão ele sentou.

Na segunda semana em casa ainda ele começou a engatinhar.

Na terceira semana lá na fisioterapia ele começou a dar os primeiros passos.

Cada criança tem um ritmo. Confesso que quando tiraram o gesso eu fiquei muito preocupada dele não conseguir nem colocar o pé no chão. Mas depois das 3 semanas de fisio ele se recuperou totalmente!

Se posso dar um conselho é ter muita paciência, com a criança na fisio e com o profissional que atende. Às vezes a criança chora, reclama, mas é preciso fazer o exercício corretamente pra ter um melhor resultado.

Espero que tenha ajudado quem quer saber sobre a recuperação depois do gesso!

BjoS!!!

Galinha Pintadinha em Londrina! Nós fomos!!!

Quando a Letícia (@bruxaod) me perguntou se eu sabia que teria show da Galinha Pintadinha aqui em Londrina eu pensei comigo: ferrô. Já venderam todos os ingressos e eu fiquei sem, porque né? Imagina, a Galinha em “pessoa” e penas aqui na nossa cidade… lógico que vai lotar!

Fui atrás de informações e só consegui encontrar a data. 4 de março. Eu precisava sair de casa para fazer umas compras e quando estou descendo do carro no centro vejo um casal com camisetas da Turnê Oficial da Galinha Pintadinha e penso: obrigada Deus! KKK

Eles me contam onde vendem os ingressos (eu não anoto e esqueço, ainda bem que tem Maíra pra me ajudar…) falo com a Kaká e na segunda-feira já estamos de manhã comprando nossos ingressos porque não ia rolar ficar de fora dessa!

Ingressos comprados e vem aquele medo de ir sozinha com Biel e Lais. E se ele não se comportar? E se ela se assustar com o som alto e com os bonecos e só chorar? Mas fui gente, com a cara e a coragem (e uma azia duzinferno)!

E foi lindo!!! Antes de começar o show a Lais meio que quis chorar com a passagem de som (que eu achei um tico alto demais, alias isso e a falta de ar condicionado foram as únicas coisas ruins) mas depois que começou foi só alegria! O Biel e ela curtiram muito! Ele se comportou o show inteirinho e cantou, dançou e se divertiu pra caramba junto com a Bia!

A Lais na música da Mariana fazia o número 1 com o dedinho, coisa linda e fofa de se ver!

No comecinho do show me bateu uma emoção que eu até chorei. Aí olhei para os lados pra ver né se não tinha mais ninguém chorando… não consegui ver direito e pensei comigo:

– Suas coração de pedra!!! Um show lindo desses e vocês aí sem chorar?

Depois, conversando com algumas amigas eu descobri que não fui a única a me emocionar (ufa!). Foi lindo mesmo, quem sabe por serem músicas que escutávamos quando criança acabam mexendo muito com a gente.

O show é demais! Tem o tempo certo, a animação da apresentadora é demais, os bonecos e fantoches são lindos e o repertório é perfeito. Se tivesse mais vezes eu iria com certeza!

Ficam as fotinhos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

BjoS!!! Popó!

Exercer democracia

Eu pensava que exercer a democracia era a cada 2 anos participar de eleições e  de eventuais plebiscitos. Eu achava que estava fazendo a minha parte! E olhe lá, nas últimas eleições eu só justifiquei o voto (ok, então nem a minha parte eu tava fazendo direito, vamos combinar…). Até eu participar da Conferência Municipal de Políticas para Mulheres em Londrina. O objetivo da Conferência é: Elaborar o Plano de Políticas para Mulheres. Esse plano será levado para a Conferência Estadual e mais tarde para a Federal que será em Brasília (cejura?) em dezembro.

O tema da Conferência foi: “Enfrentamento à pobreza e promoção da autonomia das mulheres”

“Tá bom Marilia, mas como que você foi parar num evento desses?”

Explico: eu coordeno junto com a Pati Merlin e a Thelminha o GestaLondrina que é um Grupo de Apoio ao Parto Ativo. Ele é um grupo apoiado pela Parto do Princípio, um GAPP. A Kiki da PP (acostumem-se com esses apelidos e abreviações rs…) me enviou um email falando da Conferência, (meu marido enviou uma nota do site da Prefeitura que ele sempre acompanha) e me convidou a participar como delegada. Lógico que eu aceitei! Infelizmente pela PP não ser uma instituição formalizada eu não consegui ser delegada, fui como observadora. Mas com o carão e o tico de coragem que Deus me deu fui com todas as moções e propostas que elas me enviaram por email X). Quando falo que sou mesmo metida as pessoas não entendem… é nesse sentido de se “meter” e fazer as coisas.

Na sexta à noite cheguei na Câmara munida de pastinha, prancheta, papéis e caneta para a abertura. Peguei lá o crachá, tentei reconhecer alguém no meio das pessoas e bati um papo meio tímido com uma das participantes que me conhecia (e eu não lembro de onde, simata).

Aí teve o café, delicioso por sinal. E grazadeus chegou alguém conhecida! A Marisse (amiga do Gesta), e estava como delegada pela

Ana Carolina, Eu , Lais e Marisse

OAB! Mostrei os papéis que tinha levado da PP e destacamos dentro do plano que apresentaram as que se adequavam à nossa realidade do município. Foi feita a abertura. Cantaram o hino de Londrina e eu morri de vergonha de não saber cantar kkk! Um pouco antes de terminar eu tive que sair, fui entregar um sling pra uma pessoa que viajaria no sábado. Nossa outra amiga, também delegada, chegou logo depois que saí, a Ana Carolina. Elas ficaram até o final que eu creio não ter tido nada demais porque nem comentaram nada comigo haha!

Eu e Lais

No sábado pela manhã eu acordei porque tinha sonhado que tinha ligado pra Marisse avisando que eu não poderia ir. Levantei no pulo, Lais ainda dormia, dei mais um tempinho pra ela e assim que ela esboçou acordar nos arrumamos e fomos pra Camara novamente.

Cheguei na hora do café, mas o eixo onde faríamos as propostas ainda não tinha sido abordado.

Todos acham fofa a Lais no sling participando da Conferência com direito até a um crachá. Vejam bem… rs.

Fomos para a plenária e fomos abordando e votando (eu não votava, só delegado vota) as propostas. Teve uma pausa para o almoço, o Amorzo foi buscar a Lais pra ela almoçar e quando volto pra plenária todos perguntavam dela kkk!

Conseguimos aprovar algumas propostas:

Garantir a licença-maternidade de no mínimo 180 dias para todas as trabalhadoras

Encaminhar projeto de lei ao Legislativo para ampliação do regime de exercícios domiciliares a partir do 8º mês e durante os 6 primeiros meses após o parto para as estudantes

Adesão do município ao Rede Cegonha e ao Mãe Paranaense.

Apoiar e incentivar a capacitação de doulas voluntárias

Apoiar e incentivar o trabalho de enfermeiras obstétricas e obstetrizes na assistência ao parto normal de risco habitual em hospitais e maternidades

Apoiar e incentivar a construção e funcionamento de Centros de Parto Normal: (re)abertura do diálogo e participação das mulheres

Garantir o cumprimento da Lei do Acompanhante

Elaborando propostas, redigindo, corrigindo...

Criação de um Comitê de Morte Materna onde haja a participação da sociedade. (A palavra correta me fugiu, n tá fácil terminar esse post kkk)

Criação de uma Ouvidoria da Secretaria da Mulher.

Houveram várias mudanças em propostas já existentes. Por exemplo uma que dizia respeito a campanhas na mídias pela prevenção do câncer do colo de útero e câncer de mama, prevenção da AIDS, igualdade de gênero e faltava ali campanhas de incentivo à amamentação e ao parto natural.

Moções que eu lembro conseguimos assinaturas para duas:

Moção de apoio à PEC 00515/2010, que aumenta para 180 dias a licença-maternidade

(Essa teve várias assinaturas!)

Moção pela adequação étnica e cultural na assistência ao parto.

Votação

Tudo devidamente votado e acordado. Lindo de ver mesmo. Sabe quando você

para por alguns segundos e pensa: tô participando de algo importante, que legal! Que privilégio!!! Pois eu pensei isso várias vezes :D. Como é fácil criticar tudo e não fazer nada para mudar. Como é fácil fazer piada de coisas importantes. Como existem mulheres batutas (expressão que minha prima Anica usa sempre e agora achei pessoas à altura para usar também!) nessa cidade!!!

Algumas pessoas podem pensar que é perda de tempo, que os caras que mandam mesmo não vão fazer o que estamos reivindicando. Mas se eu não faço nem e minha parte, como vou cobrar deles o que eles devem fazer?

Fica o meu incentivo para quem está pensando em participar ou não da Conferência no seu município. Participem! É uma experiência que muda sua maneira de pensar como cidadã. Eu que me achava super engajada com várias coisas percebi que tem muita coisa para ser feita! E pouca gente disposta a fazer. Mesmo sem papéis caneta e prancheta. Vá. Você tem poder de voz! Mesmo quem está como observadora pode participar. Só não vai votar, mas pode ajudar a elaborar melhor as propostas.

Desde cedo lutando pelos direitos da mulher 🙂

BjoS!

P.S.: Marisse e Ana Carolina vão para Curitiba para a Conferência Estadual como delegadas!!! Uhuuuuu!!!!

Solta o som!

Soul Parsifal

Legião Urbana

Composição : Renato Russo / Marisa Monte

Ninguém vai me dizer o que sentir
Meu coração está desperto
É sereno nosso amor e santo este lugar
Dos tempos de tristeza tive o tanto que era bom
Eu tive o teu veneno
E o sopro leve do luar

Porque foi calma a tempestade
E tua lembrança, a estrela a me guiar
Da alfazema fiz um bordado
Vem, meu amor, é hora de acordar

Tenho anis
Tenho hortelã
Tenho um cesto de flores
Eu tenho um jardim e uma canção
Vivo feliz, tenho amor
Eu tenho um desejo e um coração
Tenho coragem e sei quem eu sou

Eu tenho um segredo e uma oração
Vê que a minha força é quase santa
Como foi santo o meu penar
Pecado é provocar desejo
E depois renunciar

Estive cansado
Meu orgulho me deixou cansado
Meu egoísmo me deixou cansado
Minha vaidade me deixou cansado
Não falo pelos outros
Só falo por mim
Ninguém vai me dizer o que sentir

Tenho jasmim tenho hortelã
Eu tenho um anjo, eu tenho uma irmã
Com a saudade teci uma prece
E preparei erva-cidreira no café da manhã
Ninguém vai me dizer o que sentir
E eu vou cantar uma canção p’rá mim

Hoje acordei com essa música na cabeça, ela faz muito sentido.

BjoS!

Notícias

Hoje é quinta feira 21/10/10 e estou internada no hospital evangélico inibindo um trabalho de parto prematuro.

Estou aqui desde segunda, quando resolvemos ligar pro médico para relatar um certo incômodo que eu estava sentindo na perseguida só que pelo lado de dentro (desculpe… não tem como explicar de outra maneira). Ele me avaliou e viu que estava com o colo apagado e com uns 2 a 3 cm de dilatação e estava com contrações.

A primeira imagem é como deveria estar com 34 semanas e 5 dias a segunda é como eu estava.

E eu teria basicamente um caminho: internar para inibir o trabalho de parto prematuro.

Comecei tomando Aerolin endovenoso em uma bomba infusora (é um vasodilatador que além de servir para aquelas crises horrorosas de asma por exemplo, também serve para inibir parto).

Mas… sempre tive problemas com vasodilatadores. Uma vez tive que tomar Aerolin por conta de uma tosse que eu tive e foi terrível, eu tinha 11 anos e passava muito mal.

O mais engraçado é que não me falaram que era o Aerolin, eu pensei que eu estivesse nervosa, até que reclamei com a enfermeira:

– Poxa! Eu não consigo me acalmar! Eu não sou assim…

– Ah não! Não é que você está nervosa, é que te deram Aerolin.

Huuuum… eu devia ter desconfiado que eram #dorgas.  Aguentei 24 horas de taquicardia falta de ar, até que terça a noite comecei a sentir um aperto no peito e dor na nuca. Pronto to morrendo. Liguei direto para o meu médico (porque já tinha reclamado com as enfermeiras) e ele pediu para trocarem a medicação para Inibina. E foi trocada, inclusive saí da bomba infusora e comecei a tomar a inibina em comprimidos para quem sabe ter alta.

Que nada! Comecei durante a tarde de quarta com contrações regulares e fortes bem pertinho uma da outra o que fez a dilatação aumentar para 4cm ¬¬.

Volta para a bomba, dessa vez com Inibina. E dessa vez sem passar mal! De ontem pra hoje foi a primeira vez que consegui dormir, mesmo com as enfermeiras vindo aqui fazer cardiotoco, medir pressão, temperatura.

O chato da bomba é ter que ficar desligando da tomada pra ir fazer xixi… e assim, tomando soro eu faço muito xixi! Rs…

Com a Laís tudo sempre certo, mesmo nas contrações mais fortes o coração dela lá firme, batendo certinho e me tranquilizando.

Comecei ta tomar Penicilina para o caso da inibição não funcionar e a Lais tenha que ir pra uma UTI.

Mas até agora parece que está funcionando, amamnhã o médico vai tentar de novo mudar para o comprimido pra que eu possa ir para casa. Senão volta pra bomba… ou deixa a natureza agir de uma vez.

O Mateus e o Biel vieram me visitar, o Daniel está se virando nos 30 pra dar conta de ficar em casa com eles, nessa hora que eu vejo o quanto é o amor que une a nossa família. O Biel tem noção absoluta do que está acontecendo, quando vem aqui se comporta direitinho, me abraça, beija, beija a Lais, e depois vai embora dando tchau. Sim, o Biel que há alguns meses atrás mamava no meu peito é o menino mais independente de mim. O Mateus é o meu braço direito em casa, sabe ate por roupa pra lavar, secar. Só tenho que agradecer a Deus por ter colocado esses 3 homens lindos e valentes na minha vida!

Não posso deixar de agradecer a todos que me mandam mensagens no twitter, orkut, facebook, da lista do GESTA, a @lelezinga que ligou pra mim gente. A Anica que até abriu o MSN (cheguei a emocionar kkkk) pra falar comigo.

Ao meu pai e a tia Mara que me ligam sempre pra saber como estamos, pra eu que estou aqui longe esse contato com vocês é essencial pra me fazer sentir bem!

E as meninas aqui de Londrina, A Kaká (que trouxe chocolate, pudim  e enfeite de porta que não tinha dado tempo de comprar quem sabe eu vou ter que usar logo?), a Gisele, a Jana são amigas de verdade que não são só pra festa. Isso me deixa muito feliz!

Eu e a Lais agradecemos de coração e vamos fazer o possível para ela ficar o máximo de tempo dentro da minha barriga, tá gente?

Fotas, sim, tem foto:

Falando com a mamãe na webcam

Todo dengozinho abraçando a mamãe e a Lais

Eu no cardiotoco

Mateus e o cardiotoco (praticamente aprendeu a ler e operar rs)

Visita ilustre da Andrea XD

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Enfim, torçam para que a inibição funcione e eu possa ir pra casa.

Os meninos precisam de mim, mas acho que eu preciso mais deles e estou bem orgulhosa de como eles têm se virado bem!!!

Dependemos só de Deus na vida, e tudo está nas mãos Dele.

BjoS!!!

Primeira gripe coletiva!

Quanto tempo sem postar…

Sexta-feira o Gabriel tomou as vacinas do segundo mês e teve uma baita reação o que achei muuuito estranho. Febre de mais de 38° que só baixou com dipirona. Resultado, ele estava com dor de garganta, fomos até no PA do Pequeno Príncipe porque ele estava tossindo tanto que chegava a vomitar. Foi assim que passamos o feriado, com o baby dodói. Mas não é só isso, eu também estou com dor de garganta, o Amorzo também e o Mateus desde ontem com febre coriza e tudo mais. Mas estamos medicados (consultoria médica e remédios) e a vida continua!

Mas é tão ruim ver o baby dodói… tinha esquecido como era ficar acordada mesmo a noite inteira… pq o Mateus com 9 anos já não dá aquele trabalhão quando está doente.

E agora fotos! Pq o Mateus é o melhor fotógrafo daqui de casa hehe!

BjoS!

A nove anos juntos, o começo de uma vida… Bodas de cerâmica :D

Tá na moda esse negócio de slides… gostei pra falar a verdade!

Então pra comemorar o nosso aníver de casamento fiz um que ficou giganorme e ainda tive que tirar algumas fotos hehe! Pudera! São nove anos de fotos scaneadas e digitais… mas principalmente são nove anos juntos “no matter what”!

Amo vc meu Amorzo!

BjoS!

%d blogueiros gostam disto: